Páginas Avulsas

Poemas de minha autoria.

Textos


Não foi o teu olhar beirando o meu,
naquelas horas úmidas de pranto...
A tarde simulando certo encanto,
ao giro musical de um carrossel...

Também não foi o breve aceno teu…
O teu sorriso feito um acalanto,
quando me deste aquele adeus que tanto,
o meu dia já triste, ensombreceu...

Nem foi também, o fim da ilusão...
Nem meu silêncio a esse fim defronte
ou minha sombra desolada ao chão…

Foi o teu beijo numa flor de prata,
ao partires em rumo ao horizonte...
... Essa flor, até hoje... Ainda me mata...
 
Paulo Maurício G Silva
Enviado por Paulo Maurício G Silva em 20/10/2019
Alterado em 20/10/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras