Páginas Avulsas

Poemas de minha autoria.

Textos


Hoje que a tarde é de recolhimentos...
E que uma espera já nada me traz.
Que espiam, na vidraça, os céus nevoentos,
uma folha perdida, vã, fugaz...

Que a solidão sem fim dos aposentos
ecoam com meus passos, nada mais...
Que os dias são mais vagos e mais lentos...
E as noites silenciosas são iguais.

Que uma sombra qualquer acaricia,
sobre um rendado, uma fotografia...
O silêncio parece indagador...

Hoje que tudo, tudo é desencanto...
É que descubro ainda em algum canto
um bilhete esquecido… De amor…
Paulo Maurício G Silva
Enviado por Paulo Maurício G Silva em 20/10/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras