Páginas Avulsas

Poemas de minha autoria.

Textos

A MULHER DA CASA AZUL

A mulher da casa azul é misteriosa.
Não tem adornos nos cabelos, e nem rosa.

Ela passa, me pondo, às vezes, um olhar
silencioso como uma promessa no ar.

Deve trazer nos lábios aquela doçura
voluptuosa que traz uma fruta madura.

Deve trazer no corpo um delírio celeste,
caídos os laços frouxos, os cordões e a veste.

Muito me diz, me expressa, quando se afina
a sua silhueta nua por trás da cortina.

E quando a lâmpada se apaga, nessa hora
tenho a sensação vaga de que ela chora...

Quando ela parte, vão–se as flores e o verão...
Como se não tivessem vindo, desde então.

Restam–me sombras… O silêncio… Um galho nu…
E uma janela triste, frente à casa azul.
 
Paulo Maurício G Silva
Enviado por Paulo Maurício G Silva em 14/01/2020
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras